Histórico

DEPARTAMENTO FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE:
UMA BREVE HISTÓRIA

Os  primórdios do DEPARTAMENTO FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE remontam a 1976, quando começou no Instituto Sedes Sapientiae um curso que visava a formação de psicanalistas. Os alunos eram graduados que buscavam um espaço para estudar Psicanálise, um lugar que permitisse  a livre interlocução, que favorecesse estudo, pesquisa, trabalho, produções em vários níveis, formação continuada e compromisso com os valores sociais, políticos e éticos que o ofício do psicanalista enseja.

Em 1979 esse curso recebeu o nome de Psicopatologia e Psicoterapia Psicanalítica. Em 1991, constituiu-se o CURSO FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE como é conhecido até hoje. Manteve-se comprometido com os mesmos objetivos e valores, porém foi adquirindo características e contornos  próprios. Ele incluiu, desde sempre, em seu currículo de transmissão da psicanálise, além do pensamento teórico e clínico freudianos e pós freudianos, também o pensamento e a clínica kleiniana e pós kleiniana,  contemplando ainda  os vértices franceses e ingleses que a psicanálise desenvolve. É um curso que oferece e propicia  interfaces dentro da própria psicanálise,  visando aperfeiçoar  a escuta clínica e uma aprendizagem crítica da psicanálise (1).

O DEPARTAMENTO FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE tem 25 anos de existência, foi fundado em 1991, para ampliar e consolidar um espaço de  estudo psicanalítico, de livre interlocução entre os psicanalistas e os psicanalistas em formação, de pesquisa, de publicações, de trabalhos intra e extramuros do Instituto Sedes.

Oferece dois CURSOS regulares: um de Especialização – FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE e outro de aperfeiçoamento – FUNDAMENTOS DA PSICANÁLISE E SUA PRÁTICA CLÍNICA. Além desses, promove cursos breves, desenvolve projetos e pesquisas, grupos de estudo, eventos científicos-culturais, entre outras atividades.

Publica a revista BOLETIM – FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE  (ISSN: 1517-4506), desde 1992 – e o jornal ACTO FALHO, desde 1996.

O DEPARTAMENTO FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE é constituído por Comissões: Coordenação Geral ou Conselho Deliberativo do Departamento, da qual fazem parte – Curso; Clínica; Eventos;  Projetos e Pesquisa; Divulgação; Publicação; Alunos – Têm como objetivo  ensejar que os professores, os psicanalistas em formação e os psicanalistas egressos do curso Formação em Psicanálise e os alunos do Curso Fundamentos da Psicanálise e sua prática clínica,  possam ocupar esse espaço de interlocução e colaborem com a implementação e realização dos projetos do Departamento.

Os EVENTOS realizados visam congregar os membros do DEPARTAMENTO, os psicanalistas e/ou público interessado que objetive refletir,  aprender, pensar e partilhar seus conhecimentos e suas preocupações com a psicanálise e sua inserção na contemporaneidade. São projetados para pequenos grupos ou para uma audiência ampliada. Anualmente há Cine Clube; Encontro com os autores da Revista Boletim; Peças teatrais – Psicanálise EnCena,  Monografias revisitadas; uma Jornada de membros do DEPARTAMENTO FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE que congrega trabalhos de membros do Departamento,  onde suas contribuições são expostas e comentadas gerando encontros e troca de experiências.

Em parceria com a CLÍNICA PSICOLÓGICA DO INSTITUTO SEDES, há possibilidade de que  psicanalistas em formação desenvolvam, mediante seleção, trabalho de atendimento supervisionado a pacientes que procuram a instituição. Trata-se de um trabalho que oferece uma experiência rica de relacionamento humano e de reflexão sobre a psicanálise na  instituição.

 

O DEPARTAMENTO FORMAÇÃO EM PSICANÁLISE editou quatro livros desde  2011 até agora:

• Trauma, memória e transmissão – a incidência da política na clínica psicanalítica.

Maria Cristina Perdomo e Marta Cerruti (organizadoras)

2011  – Editora Primavera Editorial

 • Por uma psicanálise viva.

Homero Vetorazzo Filho.

2013 – Editora:  Primavera  Editorial

• Medicação ou Medicalização.

Lucianne Sant’Anna de Menezes , Gisela Giglio Armando e Patrícia Vieira. (organizadoras)

2014 – Editora:   Primavera  Editorial

• Devolução de crianças adotadas.

Maria Luiza de Assis Moura Ghirardi

2015 – Editora: Primavera  Editorial

 

1. Para informações complementares consulte o artigo: Dos cursos de psicoterapia de orientação psicanalítica ao Departamento Formação em Psicanálise: uma reflexão crítica sobre o destino de um nome. Uma história transgeracional. Maria Luíza Scrosoppi Persicano. Rev. Boletim Formação em Psicanálise, ano XV, vol. XV, n. 1, 2007.- “Cursos de Especialização e Aperfeiçoamento”, 1976/1985, São Paulo, Sedes Sapientiae (publicação interna). LEIA AQUI

 
 


Rua Ministro Godói, 1484 - Perdizes - São Paulo, SP
(11) 3866-2730
Email: contato.formacaoempsicanalise@sedes.org.br
Email: sedes@sedes.org.br

Departamento de Formação em Psicanálise