PUBLICAÇÕES

PSICANÁLISE NO MUNDO


"Psicanálise no mundo" é uma nova seção no nosso site que constará de links de artigos e informações sobre psicanálise, publicados nas principais revistas e jornais de línguas inglesa e francesa. Os textos mostram uma psicanálise ativa e presente nos mais diversos ramos da cultura, enfrentando os embates com o espírito do tempo.
 
A periodicidade de "Psicanálise no mundo" será quinzenal.

Esperamos que essa seja uma leitura agradável, estimulando a curiosidade e a produtividade dos colegas.
 
Links:
1) Clotilde Leguil, filósofa e psicanalista francesa, em curto ensaio, fala das vicissitudes da psicanálise atual, assediada pelo narcisismo das massas e pelo Outro desencarnado mas voraz das redes sociais.
https://www.worldcrunch.com/opinion-analysis/your-ego
 

2) Importante artigo publicado no JAMA (Journal of the American Medical Association), onde é questionada a afirmação de que a terapia cognitiva comportamental é comprovadamente o "padrão ouro" das terapias, em função de suas supostas qualificações "científicas" que não estariam presentes em outras linhas terapêuticas, como a psicanalítica.
http://jamanetwork.com/journals/jama/fullarticle/2654783

 

3) "Substituímos Édipo por Narciso", diz Elisabeth Roudinesco, em entrevista na inauguração do Centro Argentino de História da Psicanálise, Psicologia e Psiquiatria da Biblioteca Nacional da Argentina.
https://revistacult.uol.com.br/home/a-psicanalise

 

4) Solange Camauër, filósofa e escritora argentina, fala sobre a necessidade de manter a intimidade, um espaço privado e particular, em meio ao maremoto midiático que nos invade com um incessante aporte de informação.
https://www.clarin.com/revista-enie/ideas/mirar-mundo

 

5) Notícia do último livro de Elisabeth Roudinesco, "Dictionaire Amoureux de la Psychanalyse", a ser lançado agora em outubro próximo.
https://www.babelio.com/livres/Roudinesco-Dictionnaire

 

6) Estão cada vez mais insistentes e explicitas as especulações sobre o equilíbrio mental de Trump e sua capacidade para ocupar o cargo da presidência, como mostram a matéria do "Washinton Post" e o texto da "Salon". Neste último, Lance Dodes, professor de psiquiatria em Harvard e psicanalista de Boston, considera a Lei Goldwater ultrapassada e defende que os psiquiatras e analistas denunciem o que considera sintomas graves de Trump, que o deixam impossibilitado de exercer a presidência norte-americana.
http://www.salon.com/2017/09/12/harvard-
https://www.washingtonpost.com/news

 

7) Psicanalista baiano fala da "alienação parental", configurada pela interferência de cuidadores legais de menores que agem no intuito de prejudicar o estabelecimento ou a manutenção de vínculos entre pais e filhos.
https://www.cartacapital.com.br/sociedade/os-efeitos-perversos

 

8) Três links sobre o recente debate sobre a "cura gay". No primeiro, psicanalistas paulistas relançam alentado texto de sua autoria publicado em 2014, tratando da apropriação da homossexualidade pelo discurso moralizante e médico. Os dois outros links são do jornal "El Pais" e falam da repercussão nas redes sociais da polêmica e fazem uma discriminação entre a inviável "cura" e o suporte/apoio que terapeutas podem e devem dar a todos que sofrem as pressões sociais do preconceito e da exclusão que muitas vezes acompanham essa condição.
https://psicanaliseblog.com.br/2017/03/03
https://brasil.elpais.com/brasil/2017/09/19/politica/
https://brasil.elpais.com/brasil/2017/09/21/opinion/

 

9) Presidente da Sociedade Psicanalítica do Recife fala sobre a solidão nos dias de hoje, apesar de estarmos mais conectados (via internet) do que nunca uns com os outros.
http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/

 

10) Refletindo as mudanças no comportamento sexual, estatísticas mostram que as mulheres norte-americanas atualmente traem tanto quanto os homens e é delas a iniciativa dos divórcios.
https://blogs.psychcentral.com/psychoanalysis-now

 

11) A biografia de Freud escrita por Frederick Crews é criticada por sua pobreza e parcialidade por Michael Roth, curador da grande exposição "Sigmund Freud: Conflito e Cultura", promovida em 1998 pela Biblioteca do Congresso norte-americano e que foi exibida em várias cidades do mundo, inclusive aqui em São Paulo.
https://www.washingtonpost.com/opinions/

 

12) Pesquisa mostra que 700 mil jovens franceses entre 15 e 30 anos vivem em grande isolamento social.
http://www.lefigaro.fr/actualite-france/2017

 

13) Uma curiosidade: a designer Bella Freud, filha do pintor Lucian e bisneta de Sigmund, lança em Londres uma linha de perfumes intitulada "Psychoanalysis"
http://wwd.com/fashion-news/fashion-scoops/

 

14) Todos os dias as pessoas enviam para o Google perguntas específicas sobre determinados problemas, como esse - porque as pessoas se ferem, se machucam, se cortam? Um experiente psicoterapeuta responde.
https://www.theguardian.com/commentisfree/2017/

 

15) Em seu último ensaio, a filósofa e psicanalista Hélène L`Heuillet examina a pulsão de morte presente no radicalismo islamita e na postura populista de esquerda e de direita.
http://www.liberation.fr/debats/2017/08/29/psychanalyse-contre-populisme_1592746

 

16) Os jihadistas (militantes muçulmanos) são loucos? A resposta não é nada simples, como mostram o dossiê preparado pelo jornal francês "Le Point", com entrevistas e depoimentos de psicanalistas, e a matéria da "Slate".
http://www.lepoint.fr/justice/terrorisme
http://www.lepoint.fr/dossiers/societe/djihadistes-sont-ils-fous/
http://m.slate.fr/story/150297/psyc

 

17) O psicanalista francês Gerard Miller, que também é ativo produtor/diretor de televisão, lançou agora seu último documentário, comemorando os 20 anos da morte da Princesa Diana.
http://tvmag.lefigaro.fr/programme-tv/gerard-

 

18) Nesses tempos em que o divã quase vira peça de museu, a autor desse artigo fala um pouco da história dessa mobília e do antigo hábito de reclinar-se, como ocorria nos banquetes e simpósios platônicos, além de rememorar de forma nostálgica seu pai, que fez treinamento psicanalítico, e sua própria experiência no divã como paciente.
https://lareviewofbooks.org/article/the-recline

 

19) Carta de Freud para a mãe de um homossexual tem grande circulação nas redes sociais.
https://oglobo.globo.com/sociedade/c

 

20) Psicanalista alemão atribui o sucesso político de Angela Merkel ao complexo materno que ela suscita nos eleitores.
https://sputniknews.com/analysis/

 

21) "Tudo o que eu gostaria que me tivessem dito antes de começar uma terapia" é o divertido mas correto artigo de Hannah Ewens, jornalista inglesa do "Vice", falando de seus 10 anos de psicoterapia no sistema de saúde pública da Inglaterra.
https://www.vice.com/en_uk/article/8xxyj3/

 

22) O seriado "Gipsy", exibido no Netflix, mostra uma psicoterapeuta (interpretada por Naomi Watts) que se envolve de diversas maneiras com seus pacientes, rompendo com a regra de abstenção necessária para que o tratamento tenha um bom andamento. O artigo mostra de forma clara para o grande público porque o psicoterapeuta não pode exercer as funções de um amigo, o que não significa que ele nada sinta em relação ao paciente.
https://www.psychologytoday.com/blog/

 
Atualizado em 28/09/2017

 


    
1) A polêmica em torno de Trump e da Lei Goldwater continua alimentando artigos em publicações norte-americanas, francesas e holandesas, como pode ser visto nos links abaixo. Enquanto uns insistem que Trump não tem condições de governar, como o grupo "Duty to warn" ("Obrigado a avisar"), organizado pelo psiquiatra John Gartner, que já angariou mais de 60.000 assinaturas e planeja eventos no mês de outubro em várias cidades para colher mais apoio, outros defendem a Lei Goldwater, argumentando que atacar Trump como "doente mental", provoca o aumento do preconceito contra as pessoas que efetivamente se enquadram naquela categoria. Na opinião de um dos articulistas, no frigir dos ovos, é verdade que os profissionais de saúde mental não deveriam sair rotulando figuras públicas com patologias psíquicas como justificativas simplistas para o que fazem, bem como é verdade que os profissionais do campo deveriam ter a liberdade para expressar suas opiniões, usando seus conhecimentos quando solicitados, como o fazem outros especialistas, como economistas e peritos da constituição.
http://www.lexpress.fr/actualite/monde/amerique-
 

2) Duas resenhas da nova biografia de Freud escrita por Frederick Crews, um dos mais antigos e ferrenhos "Freud bashers" (inimigos e caluniadores de Freud), retomando suas críticas e restrições à psicanalise e à pessoa de Sigmund. Noutro links, temos um debate via e-mail de Crews com a psicanalista Susie Orbach, que não se mostra à altura da tarefa, não conseguindo rebater de forma convincente e adequada às provocações recebidas.
https://www.theguardian.com/books/2017/aug/20/feel-about
http://www.sfchronicle.com/books/article/Freud-The-Making
https://www.nytimes.com/2017/08/14/books/review/freud-biographyl


3) Oportuna matéria, publicada no jornal argentino "La Nacion", falando sobre o uso do Skype por psicanalistas e psicoterapeutas.
http://www.lanacion.com.ar/2054597-terapia-por-skype-la-tecnologia

4) No jornal "iIberation", o psicanalista francês Jacques André faz breves considerações sobre as reações desencadeadas pelo atentado em Barcelona. A repetição desses atos geraria uma indiferença na população?

http://www.liberation.fr/debats/2017/08/18/attentat-de-barcelone-


5) Pequena resenha do livro "The Psychoanalysis of Career Choice, Job Performance and Satisfaction", do psicanalista Paul Marcus, publicado em Nova York pela Routledge.
Marcus fala das determinações inconscientes na escolha profissional e da importância de que o trabalho proporcione satisfação, de modo a que nele possamos reencontrar os prazeres que o brincar nos dava na infância.
http://www.smh.com.au/business/workplace-relations

 

6) Um artigo inusitado sobre um assunto tabu: que fazer com pedófilos adolescentes que lutam para não atuarem seus impulsos? De forma honesta e clara, o autor entrevistou longamente um desses jovens, que fala das vicissitudes de seus tratamentos psicoterápicos e de como tem organizado grupos de autoajuda na internet para pessoas que têm problemas semelhantes aos seus. São entrevistados também alguns profissionais, que falam da dificuldade de oferecer tratamento para esse tipo de paciente, na medida em que existe a obrigatoriedade de reportar os casos às autoridades policiais.

https://medium.com/matter/youre-16-youre-a-

 

7) Com o reaparecimento dos supremacistas e racistas nos Estados Unidos, que formam os chamados "hate groups" ("grupos de ódio"), impõe-se a necessidade de compreender tais fenômenos, ao invés de demonizá-los. Sem citar Freud ou a psicanálise, nesse artigo o autor aponta para a psicologia das massas e a dinâmica de grupo como determinantes na atuação desses grupos.
https://www.psychologytoday.com/blog/do-the-right-thing

 

8) O artigo afirmaue o pensamento psicanalítico está vivo e passa muito bem, ao contrário do que é afirmado no que é majoritariamente publicado na grande imprensa. O Autor cita algumas experiências que comprovaram alguns conceitos psicanalíticos, como a negação e o conflito.
https://www.psychologytoday.com/blog/freud-lives/201708/

 

9) Duas boas entrevistas de Juan David Nasio, nas quais fala de sua experiencia clínica, da forma como vê a psicanálise e sua função terapêutica, capaz de ajudar aqueles que sofrem.
https://www.pagina12.com.ar/amp/54067-lo-que-cura-es-la-relacion
http://www.infobae.com/sociedad/2017/08/12/juan-david-nasio

 

10) Em curto artigo para o grande público, uma psicanalista fala dos mecanismos usados para fugir da realidade interna, especialmente ativos nas férias, quando surge a obsessão de viajar. Como se nossos problemas não viajassem junto conosco...

http://www.huffingtonpost.com/entry/mental-health


11) Nesse artigo se fala de como informar as crianças sobre o suicídio de pessoas que lhe são próximas. O autor recomenda o uso da verdade e mostra as complicações quando se tenta poupar a criança dessa dura realidade. Num caso relatado, constatou-se que a criança havia sido avisada pelo próprio suicida de que daria cabo de sua vida e a negação do fato fazia com que a criança se imaginasse sendo a portadora do segredo e que lhe cabia poupar a família de saber a verdade.

http://www.thedailybeast.com/how-to-tell-children-the-truth-about-suicide?source

 

12) O texto mostra que não se pode viver dentro dos pressupostos da propaganda e do consumo, que apresentam a vida como um ininterrupto divertimento. É necessário reconhecer a tristeza, as limitações e os lutos e saber integrá-los.
https://elpais.com/elpais/2015/02/08/laboratorio_de_felicidad/

 

13) O psicanalista Fethi Benslama escreve em seu livro sobre o mal-estar na civilização islâmica. Mostra como a radicalização e a queda no terrorismo estão ligadas a graves problemas de identidade sofridos pelos jovens islamitas imigrantes nos países europeus. A religião lhes dá um senso de pertencimento e identidade, restaura uma ferida narcísica, mas a um custo excessivo - o martírio, o suicídio, o atentado. Medidas complexas de integração cultural e no mercado de trabalho devem ser empreendidas para evitar a propagação do problema.

https://en.qantara.de/content/book-review-fethi-benslamas

 

14) A condenação por estupro dada a Gurmeet Ram Rahim Singh, milionário guru indiano, provoca agitação nas multidões que o seguem. Ele tem 50 milhões de fiéis espalhados no mundo. Chamado de "Bling Guru", descobriu-se recentemente que em 2000 induziu 400 homens a cortarem os próprios testículos para se aproximarem de deus.
https://amp.ibtimes.co.uk/india-400-men-cut-off-their-

 

15) Tendo em conta a modificação dos hábitos e da moral e a proximidade social entre os dois sexos, o psicanalista francês Rodolphe Oppenheimer fala sobre uma questão eterna - é possível a amizade entre um homem e uma mulher?
http://www.francesoir.fr/lifestyle-vie-quotidienne/amitie-homme


 Atualizado em 30/08/2017

 


   
1) Nos Estados Unidos, continua o debate sobre a questão ética envolvida no fato de profissionais de saúde mental (psiquiatras, psicanalistas) opinarem sobre o estado psíquico do Presidente Trump. Em 1964, na campanha eleitoral onde Lyndon Johnson e Barry Goldwater concorriam à presidência, cerca de 1.200 psiquiatras assinaram um documento declarando que Goldwater não tinha condições emocionais de exercer a presidência. Goldwater processou a revista que havia publicado o texto e ganhou a causa, que gerou uma lei, batizada com seu nome, estabelecendo que nenhum profissional pode dar diagnósticos sem ter examinado pessoalmente o diagnosticado. A American Psychiatric Association (APA) incorporou a Lei Goldwater em seu código ético e a tem seguido à risca. Isso tem trazido muitos problemas, pois as condutas cada vez mais extravagantes e bizarras de Trump são amplamente comentadas por todos mas justamente aqueles que mais teriam a dizer, e de quem a sociedade esperaria alguma orientação (psiquiatras e psicanalistas), se sentem impedidos de fazê-lo para não ferir o código ético e a lei Goldwater. Reacendendo a polêmica, esta semana a American Psychoanalytic Association (também conhecida como APA, o que favorece a confusão para o público leigo) enviou um e-mail para seus 3.500 associados, lembrando que seu código ético não é o mesmo da associação psiquiátrica, ou seja, não proíbe seus membros de se posicionarem sobre as condutas de Trump. Diz Prudence Gourguechon, psicanalista e psiquiatra, membro das duas associações: "Não aconselhamos nossos membros a desafiar a Lei Goldwater. (...) Penso que nós, psicanalistas, temos um conhecimento imenso e único sobre o comportamento humano. Basicamente acreditamos na liberdade de expressão de nossos membros e não queremos proibi-los de exercê-la, falando em público. Vemos o estado mental de Trump sendo discutido (por todos) e não pensamos que seja necessário ou correto sonegar nossa competência (no assunto)". Sob vários aspectos, é interessante a colocação da associação psicanalítica americana, como o rompimento de um automático alinhamento com a política psiquiátrica além de convidar os psicanalistas a deixarem a torre de marfim dos consultórios e participarem dos grandes debates públicos que envolvem a sociedade. As questões éticas sobre a análise de personalidades públicas e celebridades devem ser revisadas, na medida em que hoje em dia essas pessoas deliberadamente confundem o público e o privado, expondo-se nas diversas mídias de forma mais explicita, esvaziando os conceitos de confidencialidade e privacidade.

http://www.apsa.org/sites/default/files
http://www.gq.com/story/trump-goldwater-rule
http://www.apsa.org/content/american-psychoanalytic-
https://www.theatlantic.com/health/archive/2017/07/a-crack
http://www.latimes.com/opinion/op-ed/la-oe-gourguechon

 

2) A propósito do congresso internacional da IPA, que se inicia no dia 27/07 em Buenos Aires, o jornal "Clarín" entrevista Virginia Ungar, psicanalista argentina, primeira mulher a tomar posse da presidência da instituição criada por Freud. Cristina Ungar fala sobre os desafios da psicanálise nos tempos atuais.
https://www.clarin.com/revista-enie/ideas/argentina-frente

 

3) Uma entrevista com a psicanalista Carol Ganzer, de Chicago, onde ela responde 10 perguntas sobre psicanálise e psicoterapia psicanalítica.
https://blogs.psychcentral.com/practical-psychoanalysis

 

4) "Socorro, meu antidepressivo não está funcionando mais" e " O que aprendi com meus anos no divã" são mais dois artigos para o grande público que refutam o tratamento exclusivamente medicamentoso e enfatizam a importância da psicoterapia de base psicanalítica nos transtornos emocionais.
https://www.psychologytoday.com/blog/psychoanalysis
http://theweek.com/articles/599228/what-ive-learned

5) Nesse vídeo, psicanalistas franceses discutem as questões de gênero e dizem que "a teoria psicanalítica não é politicamente correta; ela insiste na diferença entre homens e mulheres".
http://www.agoravox.tv/tribune-libre/article/les-
https://www.google.com/url?rct=j&sa=t&url=

 

6) Nausicaa Renner, jornalista norte-americana, relata seu inesperado desmaio numa estação de metrô. Ao pesquisar sobre o fenômeno, se depara com os relatos dos dois desmaios de Freud na presença de Jung. O primeiro em 1909, em Bremen, nas vésperas da viagem que ambos fariam para os Estados Unidos e o outro, em 1912, após a leitura em grupo de um trabalho de Abraham sobre Akenaton, o faraó que se rebelou contra a religião do pai e criou a própria, o monoteísmo. Ambos os episódios foram autoanalisados por Freud no contexto dos desejos de morte do filho em relação ao pai, reflexos de sua relação conflituosa com Jung.
https://www.theparisreview.org/blog/2017/07/10/freud-fainting

 

7) "Dicas para aqueles que têm entes queridos em depressão" é o título do artigo. A autora é uma moça na casa dos vinte, que sofre de depressão desde a infância e que dá indicações de como devem agir aqueles que convivem com alguém com esse tipo de transtorno.
http://www.huffingtonpost.com/entry/tips-for-people-whose-loved-

 

8) Leis que favorecem ou constrangem as reivindicações do movimento LGBTS (as "guerras dos banheiros", que permitem pessoas trans escolherem banheiros masculinos ou femininos; a adoção de crianças por casais gays; aceitação ou não de gays em aulas de religião, etc) provocam disputas e desentendimentos entre vários estados norte-americanos.
https://www.economist.com/news/united-states/21724862

 

9) No Canadá, pela primeira vez e por insistência dos pais trans, uma criança é registrada nos serviços previdenciários sem a informação convencional sobre o sexo. Ao invés da habitual opção binária de "masculino" ou "feminino", foi colocada a letra "u", indicadora de "unknown" (desconhecido). Militantes dos movimentos LGBTS daquele país há tempos reivindicavam tal medida.
https://www.theguardian.com/commentisfree/2017/jul/06/

 

10) Ensaio no qual o autor mostra a efervescência cultural e artística vigente em Viena na época de Freud, da qual o pai da psicanálise manteve-se sempre afastado.
https://discursividadanalitica.wordpress.com/freud-y-

 

11) Em depoimento voluntário, um sobrevivente de abuso sexual na infância escreve suas experiencias para o jornal inglês "The Telegraph".
http://www.telegraph.co.uk/men/thinking-man/male-

 

12) O jornal "La Nación" entrevista Julia Kristeva, que fará palestras sobre a adolescência e a contemporaneidade em Buenos Aires.
http://www.lanacion.com.ar/1420668-julia-kristeva-el-joven-

 

13) Recentemente na França foi estendido o direito à inseminação artificial pela previdência a casais homossexuais femininos e mulheres solteiras. Tal fato fez o jornal católico "La croix" lembrar que um grande número de crianças nascidas por esse processo ficaria para sempre impossibilitado de conhecer o pai biológico, o que poderia seria para elas um problema psíquico grave, desde que, naquele país, o doador de sêmen deve permanecer anônimo. A situação pode ser modificada, pois grupos tentam reverter aquela disposição legal, alegando ser um direito da criança conhecer o nome do pai. Uma psicanalista contra-argumenta, alegando que "para a psicanálise, o essencial é que se instale o complexo de édipo, quer dizer, a triangulação da função paterna ao termo de uma dinâmica estruturante marcada por um deslocamento dos investimentos afetivos sobre uma outra personagem que não a mãe. Mas nada é dito que essa função deve ser necessariamente assumida por um homem".
http://www.liberation.fr/debats/2017/07/05/pma-pas-de-

 

14) "Freud´s trip to Orvieto" é um romance recém-lançado de Nicholas Fox Weber, ficcionalizando o famoso episódio de esquecimento de nomes próprios, narrado por Freud no primeiro capítulo de sua "Psicopatologia da vida cotidiana". Ao tentar relatar para um amigo a forte impressão que lhe provocara os afrescos de autoria de um pintor italiano na catedral de Orvieto, o narrador se confunde com três nomes - Signorelli, Botticelli, Boltraffio - derivando daí importantes conclusões sobre o funcionamento do inconsciente e do papel fundamental que nele joga a linguagem.
http://www.winnipegfreepress.com/arts-and-life/

 

15) Já está circulando "Gipsy", um novo seriado no Netflix centrado na vida e na clínica de uma psicoterapeuta. Assim como "Os Sopranos" e "In Treatment", tais séries fazem uma maciça divulgação da importância da psicoterapia (quase todas tributárias da psicanálise, desde que mencionam sempre o inconsciente, a sexualidade, a importância da vida infantil, dos relacionamentos familiares etc), embora muitas vezes distorçam aspectos da prática, mostrando determinadas condutas do terapeuta como habituais e corriqueiras quando, de fato, são erros grosseiros e inaceitáveis. Por exemplo, em "Gipsy", a terapeuta passa a ter um interesse mórbido pela namorada de um paciente, a partir dos relatos que ele lhe faz a respeito dela.
https://www.bustle.com/p/what-kind
https://www.theguardian.com/tv

 

16) Pequeno artigo de Clarin, dando informações sobre os primeiros tempos da psicanálise em Buenos Aires, com bela foto dos primeiros participantes da instituição.
https://www.clarin.com/revista-enie/ideas/

 

17) A revista argentina Psicologia y Mente lista 14 filmes nos quais o transtorno bipolar tem papel importante
https://psicologiaymente.net/cultura/pelicula


 Atualizado em 27/07/2017

 


  
1) Excelente artigo apoiado no livro "Cold War Freud", de Dagmar Herzog, recentemente lançado (dezembro de 2016). O autor segue de perto a análise feita por Herzog do percurso traçado pela psicanálise a partir do final da Segunda Guerra Mundial, lembrando que o Presidente da IPA, no primeiro congresso realizado no pós-guerra, em 1949, conclamou seus colegas a focarem seu trabalho nas "forças primitivas da mente", deixando de lado a "influência dos fatores sociológicos", como a economia, a política, e mesmo a potencial influencia social na sexualidade. A autora mostra como nos Estados Unidos a psicanálise teria sofrido uma "cristianização" (como oposta ao antigo temor de ser excessivamente judaica), pois enquanto o Rabino Joshua Liebman afirmava que psiquiatria e religião não eram incompatível e Freud até mesmo tinha um propósito espiritual, o poderoso Cardeal Fulton J. Sheen atacava a psicanálise como disseminadora do "materialismo, do hedonismo, do infantilismo e do erotismo". Por um lado, a negação dos fatores da realidade externa (politica, economia) no suceder psíquico, por outro um puritanismo que negava a verdadeira dimensão da sexualidade. Esses e vários outros fatores tiveram consequências funestas para a psicanálise, desalojando-a do lugar de proeminência que ocupava então nos Estados Unidos. Panorama completamente diferente ocorreu em outros lugares, como Europa e América Latina, onde a psicanálise manteve-se viva e atuante, desenvolvendo-se teoricamente.
https://newrepublic.com/article/143027/fortunes-freud
 

2) Resenha de "In Writing", último livro do prolífico psicanalista e escritor inglês, Adam Phillips. Diz Tim Adams, o autor do texto: "Todo grande escritor emprega, conscientemente ou não, os hábitos associativos característicos do divã do analista e compreende que, de certa maneira, o movimento progressivo de um fragmento de escrita é uma espécie de viagem de autodescoberta, uma observação do funcionamento de sua própria mente, mas poucos possuem a apreciação fascinada desses impulsos como Phillips".
https://www.theguardian.com/books/2017/jun/05/in-writing-by-adam-phillips

 

3) Os pais de primeira viagem (e mesmo os já veteranos) estão sujeitos a fantasias que os deixam assustados, envergonhados, temerosos, culpados. Eles se isolam e sofrem em silêncio, ignorando o quão frequente tais fantasias são. Num estudo recente a respeito de pensamentos obsessivos entre pais em situação de pós-parto, 45% deles relataram fantasias intrusivas sobre sufocação e morte súbita infantil; 25% sobre agressão propositada e 4% centradas em contatos sexuais. É importante reconhecer essa condição e acolhê-la terapeuticamente.
http://www.inpsyncpsychology.com.au/parenting/hey-new-dads-scary-thoughts-common/

 

4) A reportagem do jornal New York Times mostra texto e vídeos com o depoimento de dois psicólogos funcionários da CIA que monitoravam práticas de tortura contra prisioneiros, contrapondo-os com as declarações dos torturados, em julgamento em está ocorrendo agora nos Estados Unidos.
https://www.nytimes.com/interactive/2017/06/20/us/cia-torture.html

 

5) Como realizar nossos sonhos e atingir nossos objetivos sem boicotá-los preventivamente em função do medo de enlouquecer ao consegui-lo? Segundo o autor, essa é a pergunta mais difícil da psicanálise.
http://cultura.estadao.com.br/blogs/estado-da-arte/a-pergunta-mais-dificil-da-psicanalise/

 

6) Neste link, a gravação de uma fala de Jacques Lacan, antecedida por comentários de Jacques Alain Miller.
https://www.franceculture.fr/emissions/les-nuits-de-france-culture/jacques

 

7) Luis Fernando Verissimo comenta um texto sobre um dos livros do norte-americano Frederick Crews, conhecido "Freud-basher" (ferrenho opositor de Freud), autor de várias obras de virulento ataque à psicanálise.
https://oglobo.globo.com/opiniao/anti-freud-21514429

 

8) A Wikipedia em língua francesa está abrindo um portal dedicado à psicanalise.
https://fr.wikipedia.org/wiki/Portail:Psychanalyse/Index_th%C3%A9matique
https://fr.wikipedia.org/wiki/Portail:Psychanalyse/Pr%C3%A9sentation


9) Abordando o uso de cocaína feito por Freud numa determinada época de sua vida,
o artigo reflete a forma desrespeitosa e inconsequente com a qual sua figura e a psicanálise são retratadas em grande parte da imprensa norte-americana.
https://www.vice.com/en_us/article/payngv/a-brief-history-of-freuds


10) O filme "A Lula e a Baleia" (2005) de Noah Baumbach serve como disparador de um debate sobre guarda compartilhada e alienação parental, realizada pela Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro.
http://www.jb.com.br/ciencia-e-tecnologia/noticias/2017/06/22/psicanalise

 

11) Mais uma publicação francesa sobre as questões de gênero, desta vez uma coletânea de artigos coordenada por Jacques André
http://next.liberation.fr/livres/2017/06/21/la-sexualite

 

12) A difícil condição das pessoas "trans" no Brasil, onde sua expectativa de vida não passa de 35 anos. Entre outros profissionais, dois psicanalistas comentam a situação.
http://www.huffpostbrasil.com/2017/06/20/35-anos-e-a-expectativa

 

13) A propósito do lançamento na França do filme alemão "Lou Andreas-Salomé" de Cordula Kablitz-Post (veja o vídeo com o trailer), o autor do artigo relembra a vida rica e produtiva desta mulher que inspirou Rilke, Nietzsche e Freud.
http://theconversation.com/lou-andreas-salome-ou-le-desir-detre-tout-79694

 

14) Um artigo simples e objetivo, mostrando de forma clara as diferenças entre psicoterapia e psicanálise, uma questão muitas vezes trazida por pacientes ao procurarem um tratamento.
https://www.psychologytoday.com/blog/headshrinkers-guide-the-galaxy/

 

15) Jacques van Rillaer, co-autor do famoso "Livro Negro da Psicanálise", continua escrevendo com regularidade na plataforma francesa Mediapart extensas e minuciosas críticas à psicanálise, como essas, sobre nossa prática clinica. Acho interessante que nós, analistas, tenhamos conhecimento delas, para melhor combate-las.
https://blogs.mediapart.fr/jacques-van-rillaer/blog/110617

 

16) Notícia do lançamento do livro "Estilos do cuidado: a psicanálise e o traumático", de Daniel Kupermann.
http://jornal.usp.br/ciencias/ciencias-da-saude/professor-

 

17) "Política e perversão" é o tema muito atual desse texto.
http://cultura.estadao.com.br/blogs/estado-da-arte

 Atualizado em 28/06/2017

 


 
1) Os cinco links abaixo abordam uma questão muito atual. Devem os líderes políticos ser diagnosticados ou analisados publicamente, como tem ocorrido com Trump, Kim Jong-Un (Coréia do Norte) e Macron? A psiquiatria e a psicanálise têm ou não o dever ético de se fazerem ouvir quando fica questionada a saúde mental de mandatários que ocupam os mais altos postos de poder? Recentemente, nos Estados Unidos, 41 mil trabalhadores da saúde mental assinaram um documento solicitando a deposição de Trump. É uma questão ampla e complexa. Dos artigos listados abaixo, o de Flora Lazar (Huffington Post) é mais teórico e abrangente, na medida em que mostra a importância do pensamento psicanalítico na compreensão da política e lamenta sua ausência nos debates de hoje, o que contraria uma forte prática da psicanálise europeia dos anos 20 e 30. O artigo do Agoravox ("Macron psychopathe?") além do texto mostra um vídeo com mais de um milhão de expectadores no YouTube, no qual um psiquiatra italiano "de direita" garante o diagnóstico de psicopatia para Macron, alegando ter sido ele objeto de um "abuso pedofílico" pela professora 25 anos mais velha que o seduziu e com quem se casou e se mantem casado até o presente, fato que entende como incestuoso e que teria favorecido sua onipotência e suposta homossexualidade. O autor do texto conta o mito grego de Periandre, seduzido pela própria mãe, que era um rei sábio e bom até descobrir o incesto que cometia sem saber, quando se transforma num tirano sanguinário. Seria esse o destino de Macron?


2) A grande ambivalência existente nos Estados Unidos frente a Freud aparece no título do artigo - "porque Freud ainda importa, apesar de estar errado em relação a quase tudo?"
http://www.learnliberty.org/blog/why-freud-still-matters-even-though-

 

3) Mais documentos e desdobramentos da questão do tratamento de crianças autistas na França, onde as práticas psicanalíticas são fortemente contestadas.
https://blogs.mediapart.fr/pierre-laroche/blog/070517/l

 

4) "Três ensaios sobre a teoria da sexualidade", de Freud, acaba de receber nova tradução na Inglaterra. Aqueles que escrevem a introdução do livro e assinam esse artigo listando 10 livros importantes que muito devem à psicanálise, afirmam que em "Três Ensaios" Freud mostra uma surpreendente proximidade com as teorias queer, das quais se afasta em seguida, ao introduzir a "normatização" via complexo de Édipo.
https://www.theguardian.com/books/2017/may/10/top-10-books-about

 

5) Publicação dirigida ao mundo jurídico, o autor discorre sobre a necessidade de diálogos entre direito e psicanálise, necessários à polícia judiciária.
http://www.conjur.com.br/2017-mai-09/academia-policia-dialogos

 

6) O jornal Folha de São Paulo e a Sociedade Brasileira de Psicanalise de São Paulo promovem o debate do filme "Elle", de Paul Verhoeven
http://www.aquinoticias.com/variedades/2017/05/folha-e-sociedade-brasileira

 

7) Em publicação portuguesa, psicanalista explica por que se diz que as mães são as culpadas por tudo.
https://www.noticiasaominuto.com/pais/788436/psicanalise-as-maes

 

8) Nas comemorações dos 161 anos de Freud, a IBTimes publicou algumas citações mais populares de Freud
http://www.ibtimes.com/sigmund-freud-quotes-famous-


9) Notícia do lançamento de "A cura pelo espírito", de Stefan Zweig (Zahar, 2017), no qual o autor traça o perfil de Mesmer, Freud e Mary Baker Eddy, a fundadora da Ciência Cristã
http://www2.uol.com.br/vivermente/noticias/freud_mary_baker_e_franz

 

10) Em 4 postcasts, a Radio France apresenta extensas entrevistas intituladas "O Islã no divã", mostrando as especificidades da prática psicanalítica no mundo muçulmano decorrentes das diferenças culturais.
http://www.telerama.fr/radio/france-culture-allonge-l-islam-sur-le-divan

 

11) Heitor O´Dwyer de Macedo, psicanalista brasileiro radicado na França, publica no Mediapart a terceira parte de sua resenha do livro sobre a Revolução Francesa, da historiadora Sophie Wahnich, onde ela rebate a visão revisionista de François Furet, que a vê como um "mito".
https://blogs.mediapart.fr/heitor-odwyer-de-macedo/blog/240517/

 

12) Uma peça sobre Bion está sendo encenada na India. Baseada em um roteiro que seria filmado trinta anos atrás, em projeto idealizado por um psicanalista indu, a peça conta com o ator inglês Tom Alter, que interpreta tanto Bon como seu pai.
http://www.livemint.com/Leisure/0f7eU01DTtjEs2vmr53tuJ/Tom-Alter-


 Atualizado em 30/05/2017

 


 
1) O presidente da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo, Bernardo Tanis, dá entrevista ao jornal "O Estado de São Paulo", onde aborda os desafios da psicanálise no mundo contemporâneo.
phttp://cultura.estadao.com.br/blogs/direto-da-fonte/diferente/
 

2) Christiane Alberti, psicanalista lacaniana de origem italiana diz porque se engajou na política, lutando contra Marine Le Pen e seus projetos de extrema direita, relembrando sua condição de criança imigrante e vítima de preconceitos
http://laregledujeu.org/2017/04/21/31203/

 

3) A ruptura libertária intrínseca às ideias de Freud se equipara à visão anarquista da sociedade e do homem? O autor, militante anarquista e simpatizante da psicanálise, tenta responder afirmativamente à questão, mas não articula os pressupostos da anarquia com os imprescindíveis aspectos da Lei, defendidos pela psicanálise.
http://www.socialisme-libertaire.fr/2017

 

4) Os príncipes ingleses, William e Harry, se engajam numa campanha contra o preconceito em torno da doença mental, falando sobre o trauma sofrido com a morte de sua mãe, Diana, e do acompanhamento psicológico que fizeram na ocasião.
http://www.independent.co.uk/voices/prince-harry-

 

5) Virgínia Bicudo, a primeira negra a se formar como psicanalista no Brasil, teve um trajeto duro e difícil, enfrentando preconceitos mais ou menos explícitos. Esse artigo procura divulgar dados de sua vida e seu legado, pouco conhecidos no Brasil.
http://m.huffpostbrasil.com/2017/04/16/

 

6) Paulo Endo comenta a posição da Rede Globo frente ao abuso sexual e a violência contra a mulher perpetrados pelo ator José Mayer e pelo BBB Marcos Chaves. Contextualiza esses acontecimentos dentro do poder midiático exercido pelo conglomerado da família Marinho.
http://jornalggn.com.br/noticia/a-rede-

 

7) Foi lançado recentemente na França o livro "Mon analyse avec Prof. Freud", editado por Anna Koellreuter, trazendo as anotações que sua avó, a psiquiatra Anna Guggenbühl, fizera de sua curta analise com Freud, que a aceitou como paciente a pedido de Oscar Pfister. Sua neta recolheu esse registro e o publicou juntamente com os comentários de dez analistas. O inimigo de Freud e da psicanalise Jacques van Rillaer, um dos co-autores do "Livre Noir", faz uma resenha do livro, na qual mais uma vez ataca as interpretações e a postura terapêutica de Freud.
https://blogs.mediapart.fr/jacques-van-rillaer

 

8) O papel da verdade na cura psicanalítica é o tema desse curto artigo que traz o depoimento de alguns profissionais norte-americanos.
https://qz.com/689673/psychoanalysts

 

9) Uma leitura dos filmes "Ninfomaniaca I e II", de Lars von Trier, em cuja narrativa o autor julga ver o desenrolar de um processo de psicanálise. Numa interpretação discutível, entende as impactantes cenas finais como uma representação de como o analisando se desprende do analista, por não mais precisar dele.
http://www.aprovincia.com.br/secos-e-molhados


10) Loren Conner é uma artista gráfica que sempre sofreu de ansiedade e ataques de pânico, especialmente em viagens. Nesse texto, ela faz saborosas ilustrações para as entrevistas que realizou com vários viajantes que sofrem do mesmo mal.
http://www.bbc.com/news/disability-39489898

 

11) Pequeno vídeo legendado (cerca de 8 minutos), produzido pelo Museu Freud de Londres, no qual analistas ingleses falam de forma clara sobre a psicanálise, essa prática tão weird (esquisita), explicando sua teoria e contrapondo-a ao cognitivismo. Entre os analistas que dão depoimento, está o excelente Darian Leader.
https://www.youtube.com/watch?

 

12) Qual filme de Disney marcou seu inconsciente? Diga-me seu Disney favorito e dir-te-ei quem és. O jornal parisiense Le Point faz um caderno especial sobre Disney e convida o psicanalista Chistophe Bormans para interpretar os filmes, na trilha aberta por Bruno Bettelheim.
http://www.lepoint.fr/pop-culture/lifestyle

 

13) Contardo Caligaris fala sobre a terceira temporada de seu seriado para a HBO Brasil. Nela, o personagem Carlo Antonini, um terapeuta, se depara com importantes questões, como o direito de morrer, a descoberta do ódio por parte de um religioso, as crises de identidade que levam à decisão de lutar pelo Islã.
http://www.huffpostbrasil.com/2017/04/09/

 

14) A psicanálise de hoje foca não apenas os conflitos internos, mas reconhece a dimensão traumática e patógena dos problemas de injustiça social, como a opressão, a marginalização e o abuso de poder. Especialistas encorajam a abordagem dos problemas sociais através da visão psicanalítica.
http://dailyfreepress.com/2017/04/06/

 

15) A crise européia, que na França toma a feição da ascensão de Marine Le Pen, tem mobilizado os psicanalistas daquele país em defesa dos valores democráticos contra o populismo alienante.
https://www.pipol8.eu/2017/04/04/

 

16) Entrevista com a atriz Robin Weigert que faz o papel de Dra. Amanda Reisman, terapeuta de Celeste, personagem de Nicole Kidman, na muito bem sucedida serie Big Little Lies. Para compor seu personagem, a atriz diz ter-se inspirado em sua própria terapeuta, bem como no pai e na avó paterna, que eram psicanalistas.
http://www.out.com/television/2017/3/31/


Atualizado em 27/04/2017

 


 
1) Nesses tempos em que a maior crítica à psicanalise é sua suposta "não cientificidade", é reconfortante ler este artigo publicado no blog da prestigiosa revista cientifica "Scientific American", explicando porque Freud ainda não morreu.
https://blogs.scientificamerican.com
 

2) Como sobreviver a uma família disfuncional? Tarefa difícil mas não impossível, como diz o psicanalista Gerald Schoenewolf nesse artigo que segue de perto a visão de R.D. Laing, mostrando a loucura familiar instituída por pais muito perturbados, que impõem aos filhos papeis imutáveis, entre eles o do bode expiatório.
https://blogs.psychcentral.com

 

3) Jacques van Rillaer, um dos autores do "Livre Noir" contra a psicanálise, volta à carga no ataque a Freud e Elisabeth Roudinesco, comentando o livro "La Liste de Freud". O livro do escritor macedônico Goce Smilevski ficcionaliza um episódio real da vida de Freud - o fato de não ter levado consigo suas irmãs quando obteve o salvo-conduto para fugir de Viena e se estabelecer em Londres, o que condicionou a prisão e morte delas nos fornos crematórios nazistas, cinco anos depois.
https://blogs.mediapart.fr

 

4) Um pequeno vídeo de 8 minutos realizado em 2013, no qual Otto Kernberg explica o conceito de personalidade borderline.
https://twitter.com

 

5) Os psicanalistas franceses tomam posição contra Marine Le Pen no pleito presidencial que ocorrerá entre 23 de abril e 7 de maio próximos. Acham que a democracia está ameaçada e que urge salvar o estado de direito da onda de populismo direitista que se desenvolve no mundo ocidental. Assinado por 32 psicanalistas e colocado na internet, em dois dias o documento recolheu mais de 7 mil assinaturas de apoio.
http://www.lemonde.fr
http://laregledujeu.org

 

6) Uma longa reportagem escrita por Robert Whitaker, militante autor de livros e artigos contra os abusos da indústria farmacêutica, sobre a polêmica experiência recentemente implantada pelo estado norueguês, facultando aos pacientes psicóticos ou portadores de quadros igualmente graves o direito de recusar tratamento medicamentoso. Quebra-se assim um importante paradigma, pois partia-se do princípio que tais pacientes, por definição, não têm condição de fazer tal escolha.
https://www.madinamerica.com

 

7) Massimo Recalcati, psicanalista italiano que escreveu "Melancolia e criação em Vincent Van Gogh", em entrevista fala sobre sua visão da analise aplicada e do papel da arte como suplência que pode evitar a psicose ao fornecer um substituto do nome-do-pai, como afirma Lacan ter ocorrido com Joyce, ou, pelo contrário, pode precipitá-la, como, na opinião de Recalcati, teria ocorrido com Van Gogh, com sua procura da "nota alta do amarelo".
http://www.nonfiction.fr

 

8) Associações psicanalíticas norte-americanos lutam para que a psicanalise volte a ter a relevância que um dia já teve naquele pais. O autor mostra as várias táticas usadas para tanto, como a participação em debates de questões públicas e a tentativa de aproximação com as neurociências.
https://www.statnews.com

 

9) Um artigo extenso e abrangente escrito por Barry Blackwell, reconhecido psicofarmacologista com 50 anos de vida profissional, mostrando, com dados comprovados, as formas pelas quais a indústria farmacêutica corrompe os políticos, a instituição universitária, a pesquisa cientifica e a prática clínica psiquiátrica. Artigo indispensável para todo trabalhador da área.
http://inhn.org/controversies

 

10) Resenha do livro "Des psychanalystes em séance - Glossaire clinique de psychanalyse contemparaine", livro de 500 páginas, escrito por 58 psicanalistas. São pequenos ensaios sobre conceitos teóricos e situações técnicas da clínica psicanalítica, compondo um bom panorama do legado freudiano e das contribuições contemporâneas.
http://mesmilleetunenuitsalire.over-blog.com/

 

11) Resenha de dois livros lançados agora nos Estados Unidos - "Fantasmas no consultório: ecos do trauma em psicanálise" e "Demônios no consultório: ecos de genocídio, escravidão e extremo trauma na prática psicanalítica". Como explicitam os títulos, são ensaios e relatos de casos clinicos de variados tipos de trauma e de como se dá sua sinuosa transmissão transgeracional.
http://www.huffingtonpost.com

 

12) Yiyun-Li, escritora chinesa radicada no ocidente, fala de cinco livros que tiveram importância fundamental em sua vida, ajudando-a a superar a depressão.
https://www.penguin.co.uk

 

13) Artigo mostra o ostracismo no qual a interpretação dos sonhos e a própria psicanálise caíram a partir dos anos 70, provocado pelos estudos de Allan Hobson. Na ocasião, o governo americano estava interessado em pesquisas sobre o cérebro e o sono, que eventualmente poderiam ser usadas na guerra fria. As opiniões de Hobson - curiosamente as mesmas que Freud enfrentou ao escrever seu livro: de que os sonhos não tinham nenhum significado, eram produtos aleatórios e sem sentido do cérebro adormecido - foram apregoadas com grande estardalhaço e dominaram a cena cientifica por quase 30 anos, sendo desbancadas a partir de 1990 pelas pesquisas de Mark Solms, quando se inicia um novo ciclo e se restaura o respeito pela descoberta freudiana. O autor segue de perto o livro de Andrea Rock, "The mind at night".
http://learntointerpretyourdreams.com

 

14) Texto de Lisa Appignanesi, resenhando duas novas obras sobre Freud - "Cold War Freud" de Dagmar Herzog, respeitada historiadora de religião, gênero e sexualidade, e "Freud, an intelectual biography", do filósofo e psicanalista Joel Whitebook. O primeiro mostras as distorções que o pensamento freudiano sofreu nos Estados Unidos durante a guerra fria, quando o conservadorismo a transformou numa técnica de adaptação à "realidade" - ou seja, as convenções norte-americanas dos anos 50. O segundo mostra as influências intelectuais sofridas por Freud e enfatiza as peculiaridades de sua constelação familiar, que teriam sido decisivas na forma como a posição da mãe fica relegada a um segundo plano em sua teoria, dominada pela figura prevalente do pai.
https://www.theguardian.com



Atualizado em 31/03/2017

 


 

1 ) "Devo procurar no Google meu terapeuta? Devo procurar meu paciente no Google? " 

Artigo extremamente atual do jornal inglês The Guardian sobre o uso do Google e redes sociais por parte de pacientes e terapeutas em busca de informações mútuas. Ao se expor na internet o analista possibilita que os pacientes tomem conhecimento de aspectos de sua vida pessoal e de suas opiniões. Mais ainda, essas ferramentas permitem que o analista acesse dados tornados públicos pelo próprio paciente. Devem os analistas usar tais recursos? Que repercussão na análise terão as informações sobre o analista obtidas pelo paciente e as que o analista soube sobre seu paciente? São situações novas que ultrapassam de longe os padrões convencionais do setting analítico. Ao invés de negá-las ou ignorá-las, são matéria para uma boa reflexão sobre nossa pratica nos dias de hoje. Que sejam matéria de um jornal de grande tiragem como o The Guardian mostra a relevância do tema.

https://www.theguardian.com

 

2 ) "Freud deixa o divã e fala por Skype"

 - Entrevista do jornal argentino Clarin com Stefano Bolognini, atual presidente da IPA, sobre o próximo congresso a ser realizado em Buenos Aires, onde fala de várias questões de nossa prática, inclusive a discutida introdução do uso do Skype no tratamento

http://www.revistaenie.clarin.com

 

3) "Derrida versus racionalistas"

 Artigo muito interessante no qual o autor explica de forma clara e acessível a briga entre Derrida e Searles, que continua até hoje na disputa entre os partidários da  desconstrução e os da filosofia analítica

https://newhumanist.org.uk

 

4) Psicanálise na China

- Enquanto a psicanálise encontra-se assediada por neurocientistas e cognitivistas nos Estados Unidos, encontra uma grande acolhida na China. Nos três links abaixo, notícias desse acontecimento.

O primeiro trata de uma reportagem de 2013 do jornal argentino La Nación, dando conta do boom de psicanálise na China, graças a presença de analistas franceses, argentinos e poloneses.

http://www.lanacion.com.ar

No segundo, vemos a entrevista, publicada no jornal Clarín, de Teresa Yuan, psicanalista argentina de origem chinesa, que se encontra naquele pais desde 1996 exercendo a psicanálise. Nessa reportagem de 2014, ela fala de sua experiência e das diferenças culturais que encontra, especialmente as referentes ao culto dos antepassados e o arraigado respeito filial, que tornam difícil a assimilação do mito edipiano, centrado no parricídio e incesto.

http://www.clarin.com

O último e muito recente (fevereiro de 2017),  publicado no New York Times, fala sobre especificações e dificuldades próprias da pratica da psicanálise naquele pais, onde o poder autoritário segue de forma estrita os preceitos do confucionismo e do comunismo. A revolução tomou o poder em 1949 e provocou a morte de dezenas de milhões de pessoas. O luto por essas mortes ainda estar por ser feito, dado o assunto ser tabu. Além disso, há as questões ligadas à política do filho único imposta pelo estado, que vigorou entre 1979 e 2016, provocando um grande número de aborto de filhos impossibitados de nascer. Mais ainda, o confucionismo prega milenarmente o respeito aos mais velhos e a identidade da pessoa se organiza em função do lugar que ocupa na família, na qual o pai tem poder absoluto. Pensar em termos edipianos é uma absoluta novidade.

https://www.nytimes.com

 

5) "Não diga que Trump é louco" - o risco de patologizar os maus políticos.

Pequena mas significativa entrevista com Allen Frances, psiquiatra norte-americano que desenvolveu a categoria diagnostica Desordem de Personalidade Narcísica, foi chefe da força tarefa do DSM IV e é atualmente critico incisivo dos excessos do DSM V. Afirma que é um insulto para os doentes mentais equipará-los a Trump, pois Trump is bad, not mad".

http://www.truth-out.org/news

 

6) Desde o último dia primeiro de fevereiro encontra-se disponível on line a coleção de documentos de Sigmund Freud depositados na Biblioteca do Congresso norte-americano (Library of Congress, a maior biblioteca do mundo). A digitalização dos documentos foi financiada pela importante "The Polonski Foundation". Veja a notícia no site da própria Library of Congress (LOC) ou na notícia publicada no jornal Washington Post.

https://www.loc.gov

Enormous Sigmund Freud collection available online for the first time - The Washington Post

Ou acesse diretamente os documentos:

https://www.loc.gov

 

7) Antropólogos e especialistas em primatas relatam acontecimento pouco usual num grupo de chimpanzés: o macho alfa é assassinado e comido pelo grupo, após uma disputa em função das fêmeas. Parece uma confirmação da teoria proposta por Freud em "Totem e Tabu", quando, na horda primitiva, os filhos se sublevam, matam e comem o pai, para posteriormente se identificarem com ele, sendo essa a origem da lei, da religião, das normas de convivência social.

https://www.washingtonpost.com

 

8) Pequena resenha do último livro de John Forrester, falecido em 2015. Historiador e filosofo inglês e grande defensor da psicanalise, sobre a qual escreveu vários livros, fala sobre os casos clínicos de Freud e a validade epistemológica de método criado por Freud.

https://www.timeshighereducation.com

 

9) Mais uma diatribe na briga em andamento na França entre partidários do cognitivismo e a psicanálise no tratamento do autismo. Uma mãe dá seu depoimento e de forma articulada e bem informada aponta o que considera erros da psicanalise no tratamento de autistas

 https://blogs.mediapart.fr

 

10) Resenha do recente livro This close to happy, de Daphne Merkin, que, na opinião do autor do texto, se situa entre os maiores relatos pessoais sobre depressão, como os livros Darkness Visible,  de William Styron (em português - "Perto das trevas", Editora Rocco);   An Unquiet Mind, de Kay Redfield Jamison ("Uma mente inquieta", Martins fontes) e The Noonday Demon, de Andrew Salomon ("O demônio do meio-dia", Cia das Letras).

http://www.tabletmag.com

 

11) Narcisistas, psicopatas e outros barras-pesadas

O autor comenta o uso excessivo e equivocado dos termos "narcisista" e "psicopata" na mídia, visando atacar e denegrir pessoas.

https://www.psychologytoday.com

 

12) "Antes dos heteros e gays"

Curiosa resenha do livro A Very Queer Family Indeed, de Simon Goldhill, que mostra como a sexualidade na era vitoriana não corresponde aos estereótipos da repressão sexual que costuma-se lhe atribuir. Ao pesquisar a ilustre família de Edward Benson, descobre uma fluidez e uma liberdade sexual que surpreende e que a aproximaria mais de nossos tempos atuais de questionamento de gêneros do que à estrita divisão hetero-gays.   

 

https://www.theatlantic.com/magazine

 

13) A neurociência será o futuro ou o fim da psicologia, pergunta-se o autor do texto?

https://www.psychologytoday.com

 

14) Estaria o Facebook trabalhando num projeto para desenvolver uma interface cérebro-computador baseado na tecnologia da neuroimagem?

http://www.ibtimes.co.uk/facebook-secretly-developing-mind-reading-communications-platform-1600719

 

15) Radicais políticos e religiosos são loucos?

Curto e inteligente artigo de Frances Allen comentando essa difícil questão, lembrando que as crenças mais prezadas por alguns são tidas como delírios por outros. O diagnóstico termina por não ser médico e sim social. Ao serem julgados por seus atos, preferem ser condenados como criminosos do que considerados inimputáveis como loucos, o que invalidaria suas motivações.  

http://www.huffingtonpost.com

 

16) Publicado no importante site Mad in America (que critica os excessos da psiquiatria submetida à big pharma e tem agora uma edição brasileira), o artigo mostra pesquisa realizada na Inglaterra provando que a terapia psicanalítica é tão eficaz quanto a cognitivo-comportamental no tratamento da depressão em adolescentes.

https://www.madinamerica.com


 
Atualizado em 22/02/2017

 


 
 
1) O filósofo, ensaísta e poeta argentino Santiago Kovadloff critica o desprezo que muitos intelectuais devotam ao trabalho de Lacan e de Heidegger, especialmente pelo estilo que cada um usa, julgado por eles como incompreensível, barroco e maneirista.

 

2) O psicanalista Jacques André faz uma valiosa reflexão sobre o momento atual, dominada pelo nacional-populismo, a demagogia e franco delírio religioso. Que a psicanálise pode fazer a não ser interpretar a loucura coletiva tal como trata a loucura privada?

http://www.liberation.fr

 
3) Elisabeth Roudinesco dá entrevista ao jornal “Times of Israel” sobre seu novo livro, a biografia de Freud lançada há dois anos na França e atualmente traduzida em quinze línguas. Nela reafirma a descrença de Freud na viabilidade de um estado judeu na Palestina.

 

4)  Samuel Moyn, professor de direito em Harvard, faz uma boa resenha para o jornal “The Nation”  da nova biografia de Freud escrita por Elisabeth Roudinesco, especulando sobre os motivos do debilitamento do pensamento freudiano no ocidente ocorrido nos últimos vinte anos, depois do extraordinário sucesso que gozou nas décadas anteriores.
 
5)      Outra alentada resenha da nova biografia de Freud escrita por Elisabeth Roudinesco, publicada na prestigiosa “Times Higher Education”. A autora Janet Sayers compara o livro com as duas outras biografias mais importantes de Freud, a de Ernest Jones e a de Peter Gay, salientando o enforque diferente de Roudinesco e o material novo inacessível aos outros biógrafos.
https://www.timeshighereducation.com

 

6)    Sophie Robert, em 2011 dirigiu o documentário “Le Mur”, no qual tratava de assunto que continua muito polêmico na França – o uso da psicanálise no tratamento do autismo. Três psicanalistas impetraram um mandado de segurança, impedindo sua exibição por dois anos. Em 2013 eles perderam a causa na justiça, foram obrigados a arcar com os custos e ressarcir Sophie Robert dos danos materiais. O filme teve grande repercussão mundial e se encontra em streaming em várias plataformas na internet, como o YouTube. Agora a diretora lança um outro documentário em longa-metragem, “Le Phallus et le Pas Tout”, no qual entrevista dezenas de psicanalistas, tentando mostrar ao grande público a visão da psicanálise sobre a sexualidade. O link é muito rico e informativo das questões acima mencionadas. 

 

7)    A psicanalista escocesa Coline Covington  fala sobre as razões inconscientes que deram vez a fenômenos com o Brexit, a eleição de Trump e a ascenção do populismo em diversas regiões do mundo, enfatizando os conflitos identitários trazidos pela globalização e a projeção do mal no “outro”, no estrangeiro, no imigrante.

 

8) Desde a eleição de Trump, psicoterapeuta nos Estados Unidos passa a ensinar algo mais eficaz para suas pacientes muçulmanas, o jiu-jitsu. Os ataques a elas retomaram o nível de 11 de setembro, quando ocorreu a queda do World Trade Center. 
 
9)  Lançamento em Boston do filme “Seduction Theory”, curta-metragem de autoria de Steven Ascher e Jeanne Jordan,  uma história semiautobiográfica sobre como crescer sendo filho de um psicanalista freudiano. 
 
10)   J.-D. Nasio fala sobre a psicanálise para a popular revista feminina francesa “Elle”.
http://www.femmeactuelle.fr

 

11)   Em vídeo, Christian Dunker discorre sobre a crise brasileira, sob o prisma de sua hipótese sobre a importância do condomínio em nossa organização social.
http://www.infomoney.com.br/mercados

 

12)  Christian Dunker fala a dimensão política das propostas estéticas de Alfredo Jaar e da proximidade das mesmas com seu projeto de escuta e registro psicanalíticos das  populações desalojadas pela usina de Belo Monte (Pará).
 
13)   Em função da disputa Hillary Clinton e Donald Trump, Robert Samuels, psicanalista e professor da Universidade da Califórnia, publicou um livro mostrando a dimensão inconsciente irracional presente na política, elemento que não pode ser desprezado por aqueles que se preocupam com o destino da democracia.

 
Atualizado em 01/12/2016

 


    
1) Conselho Regional de Psicologia do Espírito Santo estabelece normas para site "Divã Virtual", de um psicanalista (?) que oferece atendimento 24 horas por dia, com terapeutas brasileiros e de outros países
http://www.folhavitoria.com.br/geral/noticia/2016/10/conselho-regional-de-psicologia-notifica-site-que-oferece-consultas-via-internet-no-espirito-santo.html
 

2) Um canal de televisão francês homenageia Françoise Dolto. Veja o vídeo com um pequeno trecho da entrevista.
https://www.franceinter.fr/emissions/affaires-sensibles/affaires-sensibles-06-octobre-2016

 

3) "Psicanalistas que falam" - projeto criado por nossa colega Heidi Tabakoff, entrevista psicanalistas que levam os conceitos da psicanalise ao campo social e humanitário. O primeiro entrevistado é Antonio Lancetti.
http://brasileiros.com.br/2016/10/serie-audiovisual-aborda-psicanalise-como-agente-de-transformacao-social2/

 

4) A Universidade Federal de São Carlos promove encontro intitulado "Psicanalise em foco", do qual participa José Carlos Calich, professor visitante da Universidade de Nova York, que aborda o tema "Tensões Contemporâneas: Por que precisamos de modelos da mente? ".
http://jornaldiadia.com.br/2016/?p=205279

 

5) Gerard Miller - psicanalista, professor universitário, escritor e cronista de jornal e televisão na França - produziu e dirigiu um filme sobre Nicolas Sarkozy, que está no link abaixo.
http://actu.orange.fr/politique/nicolas-sarkozy-la-psychanalyse-ratee-du-docteur-miller-lepoint-CNT000000v3Haj.html

 

6) Curso de Psicanálise e Arte no MAM - SP, dado pela psicanalista e curadora Flavia Corpas
https://diversao.terra.com.br/guiadasemana/mam-lanca-curso-livre-que-une-arte-e-psicanalise,22f16c565ba59143a0b607f12ea7fb753jo79ark.html

 

7) Republicação do artigo "Sorciers et Psychanalyse" ("Feiticeiros e Psicanálise") de Levi-Strauss, inicialmente lançado na revista "Courrier" da Unesco, em 1956
https://histoireetsociete.wordpress.com/2016/10/11/claude-levi-strauss-sorciers-et-psychanalyse-article-paru-dans-la-revue-le-courrier-de-lunesco-paris-juilletaout-1956-pp-8-et-10/

 

8) Phillipe Nassif, um dos "pop philosophes" franceses, fala da importância da psicanálise e de Lacan em suas ideias.
http://frblogs.timesofisrael.com/philippe-nassif-la-pensee-juive-compose-la-ou-la-metaphysique-oppose/

 

9) Suely Rolnik faz conferência de encerramento do evento em torno de psicanálise no mundo contemporâneo, ocorrido em Recife
http://www.folhape.com.br/diversao/diversao/geral/2016/10/20/NWS,3238,71,480,DIVERSAO,2330-ENCONTRO-SOBRE-PSICANALISE-MUNDO-CONTEMPORANEO-CHEGA-RECIFE.aspx

 

10) Excelente artigo do psicanalista inglês David Morgan mostrando como a psicanálise ajuda a entender as crises do mundo moderno, referindo-se especificamente ao medo frente aos emigrantes, que julga ter jogado importante papel no episódio Brexit. Aborda também a importância de terem os psicanalistas uma conscientização da realidade social em que eles e seus pacientes vivem.
http://blogs.lse.ac.uk/businessreview/2016/10/24/psychoanalysis-can-help-us-make-sense-of-brexit/

 

11) Em fevereiro desse ano, Catherine Millot lançou seu livro "Ma vie avec Lacan" (vol.1), no qual relata seu envolvimento sexual com Lacan durante sete anos, no correr do que seria sua análise. O autor do artigo, Michel Rotfus, com muita propriedade aponta a idealização, a negação e a superficialidade com que ela aborda essas graves transgressões da prática psicanalítica.
https://blogs.mediapart.fr/michelrotfus/blog/241016/sur-le-livre-de-catherine-millot-la-vie-avec-lacan-1

 

12) A Sociedade Brasileira de Psicanalise do Rio de Janeiro promove a exibição e a discussão do filme "Os Demônios" de Ken Russell, aberto ao público.
http://mancheteonline.com.br/filme-os-demonios-de-ken-russel-em-sessao-com-debates-no-rio/

 

13) Projeto de lei à Assembleia Nacional francesa, visando interditar definitivamente a psicanálise na clinicas de autistas
https://blogs.mediapart.fr/patrick-landman/blog/281016/psychanalyse-autisme

 

14) Henriette Michaud resgata nesse livro a história dos "Almanaques de Psicanálise", publicados entre 1925 e 1938. Foi uma experiência de Freud enquanto editor que muito o agradava e que via nos "almanaques" a via mais apropriada para fazer a divulgação de suas descobertas para o grande público. Foi ai onde sairam pela primeira vez os capítulos iniciais de "Moisés e o monoteísmo".
http://www.cairn.info/article.php?ID_ARTICLE=ESS_037_0153


Atualizado em 01/11/2016

 


  

1)  Persiste a polêmica sobre o autismo na França, onde se digladiam psicanalise e terapia cognitivo-comportamental

Insinuations et manœuvres autour de l'autisme

 

2)  Pequena entrevista com Virginie Bloch-Lainé, criadora de uma série do canal francês France Culture, mostrando psicanalistas e analisandos que falam sobre suas experiências no divã. Bloch-Lainé é autora de vários outros documentários sobre psicanálise na França.

France Culture met la psychanalyse sur le divan

 

3)  A partir de conceitos freudianos e lacanianos, o autor propõe nesse denso artigo uma abordagem dos restos, aquilo que resta de uma ou numa análise. 

Restes de langage, restes hors langage

 

4)  Dois extratos do livro de Pierre-Henri Castel, no qual descreve longamente o "Caso Paramord", um obsessivo clássico (preso aos padrões infantis, aos conflitos inconscientes) ou alguém que padece de mal de nossos tempos (as pressões para ser um sucesso, autônomo, feliz e produtivo)?   

Après le complexe d'Oedipe

 

5)  Visando o grande público, o texto mostra a importância da psicoterapia para que os pais não repitam com os filhos os mesmos abusos que sofreram de seus próprios pais.

Should Parents Go Into Therapy?

 

6)  Texto poético de Virginia Woolf extraído de seu romance "Orlando", no qual aborda poeticamente a memória, tema tão importante para todos nós, psicanalistas. 

https://www.brainpickings.org/2016/09/26/

 

7)  Vídeo com fragmento de depoimento da psicanalista kleiniana  Elizabeth Spillious, falando sobre sua prática clinica.

https://player.vimeo.com/video/174808824

 

8) "A self compassion exercise" - reconfortante e divertido vídeo legendado falando da auto-compaixão, salutar contraposição a um superego ou ideal do ego sádicos.

https://www.youtube.com/watch?v=-kfUE41-JFw

 
Atualizado em 28/09/2016

 


 
1) Pequena entrevista com Alicia Iaccuzzi, psicanalista argentina, que, há trinta anos, oferece atendimento psicanalítico para detidos num presidio de Buenos Aires.

http://qz.com/762734/freudian

 

 

2) Matéria sobre a prevalência da psicanalise no tratamento de crianças e adolescentes na Argentina, ao contrário do que ocorre nos Estados Unidos, onde são indicadas outras linhas terapêuticas.

http://qz.com/744850/in-argentina-

 

 

3) Resenha do livro "Wrestling with the angel - Experiments in symbolic life ", de Tracy McNulty, professora da Universidade de Cornell, no qual discorre sobre as ligações entre psicanálise, lei e Liberdade.

http://www.news.cornell.edu/stories

 

 

4) Os dois textos abaixo comentam o livro "Labirinths" de Catrine Clay, uma biografia de Emma Jung, mulher de Carl, mostrando seu papel no início do movimento analítico.

http://www.thetimes.co.uk/article

https://www.theguardian.com/

 

5) Que você faria se soubesse que vai ser acometido de Altzheimer, como o autor desse texto?

http://blogs.bmj.com/bmj

 

6) A casa de Freud em Londres, onde funciona seu museu, foi cedida ao artista inglês Mark Wallinger, que propõe uma instigante instalação sobre o narcisismo com o uso de espelhos, intitulada "Self-reflection" - que pode ser traduzida como "Auto-reflexão" ou "Auto-reflexo"

https://www.theguardian.com/artanddesign


http://www.jpost.com/Opinion/


 
Atualizado em 01/09/2016

 


 
1)  A escritora Jan Morris, uma pioneira do transexualismo, escreve no livro “Conundrum” suas opiniões sobre gênero, identidade e pertencimento.
 
2) Resenha do último livro de François Roustang, “De la psychanalyse à la hipnotherapie”. Roustang  tem um trajeto peculiar no panorama intelectual e terapêutico da Franca. Padre jesuíta nos anos 50, foi destituído por Paulo VI em função de um artigo sobre os efeitos do Concilio do Vaticano II. Tornou-se psicanalista a partir de 1965 e membro da escola lacaniana, quando escreveu dois livros bem divulgados ( “Um destino tão funesto” e “Lacan, do equívoco ao impasse”).  Rompeu com a psicanálise nos anos 80 e se dedicou à hipnose, seguindo a linha de Milton H. Erickson. 
 
3) Contra a equivocada tendência atual de pasteurizar os contos de fada, a poeta polonesa Wislawa Szymborska, ganhadora do Prêmio Nobel, fala da importância do medo nos contos de fada, numa linha semelhante à de Bruno Bettelheim.
 
4) A versão francesa da popular revista feminina “Cosmopolitan” instrui suas leitoras sobre os benefícios da psicoterapia e da psicanálise, afastando seus preconceitos.
 
5) Texto fala da toxicidade dos pais no contato com seus filhos
 
6) Vivian Gornick é reconhecida escritora norte americana especializada em escrita não ficcional autobiográfica, ensaística e memorialística. Discrimina aqui o que chama “situação” e “história” em sua técnica narrativa, ressaltando as dificuldades desse tipo de literatura, na qual o escritor não pode se apoiar em personagens fictícios para expressar aspectos seus e tem de criar uma persona pública para não se expor demasiadamente.  O texto evidencia a proximidade da literatura com a psicanálise, no uso da linguagem como matéria prima para a construção de narrativas que elucidam sentidos até então encobertos.

 

7) Entrevista com psicanalista norte-americano Martin Nass sobre interpretação, música e criatividade

 

8) Há aproximadamente 4 mil homicídios entre familiares por ano nos Estados Unidos. Nada é mais aterrorizante do que temer aqueles que você ama, diz Allen Frances, autor desse texto. Um dos responsáveis pelo DSM-IV, Frances é atualmente um grande critico da medicalização da vida cotidiana e da submissão da medicina à industria farmacêutica.

 

9) Site do psicanalista canadense Patrick Mahony, autor de muitos livros de psicanálise, onde mantém um blog interessante.

 

10)  Jacques Derrida faria 86 anos no dia 15 de julho. Comemorando a data, site americano cita vários de seus livros, um deles o “Resistances of Psychoanalysis”, no qual Derrida explicita as questões que o colocaram em oposição aos dois maiores ícones da inteligentzia francesa, Lacan e Foucault.  http://freudquotes.blogspot.com.br/


11) Quase todo mundo faz análise em Buenos Aires, diz esse artigo de uma revista norte-americana, trazendo entrevistas com profissionais e pacientes sobre esse fato.

 

12)  Psicanalista russo fala do perigo dos “lobos solitários” no terrorismo em solo europeu.

 

13) Publicada em 2013, a biografia de Freud em quadrinhos, de autoria da escritora, economista, historiadora e psicanalista suiça Corinne Maier e ilustratada pela cartunista Frances Anne Simon, continua recebendo elogios
 
Atualizado em 29/07/2016

 


 
1) Terapeutas de Bordeaux (França) usam cinema para orientar o público sobre psicoterapias e como escolher um bom profissional.

 

2) A psicanálise é um ciência?  Esse é o tema da conferência (1 hora 6 minutos) de Jacques Van Rillaer, pronunciada em Lille. Apesar de ter se formado como psicanalista, Rillaer se voltou contra Freud e Lacan, aderindo a TCC e é um dos opositores de Elisabeth Roudinesco.

 

3) Uma extensa resenha de Adam Shatz do livro “Gilles Deleuze and Felix Guattari: Intersecting Lives” de François Dosse, publicada  na London Review of Books

 

4) Assim como os gays saíram do armário, movimento norte-americano propõe que os que sofrem de transtornos psíquicos façam o mesmo, falando abertamente de suas dificuldades, sem escondê-las dos demais.

 

5) Curto texto do jornal “Libèration”,  no qual Elisabeth Roudinesco se posiciona sobre a polêmica situação criada pelo Islã na França, pelas  questões colonialistas e diferenças culturais.

 

6) Entrevista com Galit Atlas, psicanalista israelense residindo nos Estados Unidos, sobre seu último livro -  “The Enigma of Desire – Sex, Longing and Belonging in Psychoanalysis”, no qual relata casos clínicos.

 

7) A tecnologia (realidade virtual), juntamente com a psicanálise e TCC podem ajudar pacientes fóbicos, como mostra psicanalista francês

http://www.lexpress.fr/styles/psycho

 

8) Artigo para o grande público, intitulado “O psicopata em cada um de nós”,  mostra que a diferença entre “normalidade” e “patologia” é uma questão quantitativa.

 

9) Estudo mostra grandes diferenças entre pobres e ricos no que diz respeito a oferta de tratamentos psicológicos nos Estados Unidos.

 

10)  Continua debate sobre autismo e psicanálise na França, com o novo livro de Laurent Mottron

 

11)  Notícia do livro do psicanalista francês Eric Bidaud sobre psicanálise e pornografia

 

12)  Clement Freud, neto de Sigmund e conhecida personalidade na Inglaterra, falecido em 2009,  está sendo acusado de pedofilia por atos praticados os anos 40 e 70.

http://www.freepressjournal.in/world

http://www.independent.ie

 

13)  Como entender o ódio que homens e mulheres dos dois partidos políticos norte-americanos dedicam a Hillary Clinton? Um analista norte-americano explica as raízes do ódio às mulheres e do machismo.

 

14)  O que é o mal? Na opinião de alguns, uma maligna combinação de narcisismo, psicopatia, maquiavelismo e sadismo.

 

15)  Neste link, uma coletânea com seis excelentes artigos publicados no “New Yorker” sobre psicanálise

 

16)  Notícia de recente encontro da APA (Associação Psicanalítica Americana) sobre gênero e psicanálise.

 

17)  A masturbação continua sendo um tema incômodo e cercado de preconceitos e tabus.

 

18)  Susan Faludi, escritora e jornalista norte-americana ganhadora do Premio Pulitzer, escreve sobre o impacto que sofreu ao saber que seu pai, de quem estava distanciada por muitos anos, aos 76 anos havia mudado de sexo.
 

Atualizado em 29/06/2016

 


  

1) Um texto cômico em torno da disputa entre psicanálise e terapia cognitivo comportamental, vistos como um casal em terapia para resolver seus conflitos
http://www.huffingtonpost.com/

 

2) Resenha do livro Une maison natale - Psychanalyse de l'intimité (Edition Dunod, 2016, 156 p., 13,90 euros) de Albert Eigher psicanalista argentino radicado em Paris e terapeuta familiar
http://www.la-croix.com/Famille

 

3) Artigo afirma que os jovens portadores de distúrbio da atenção e hiperatividade melhoram com terapia. Não a deles e sim a dos pais!
http://www.nbcnews.com/health/kids-health

 

4) Os 160 anos do nascimento de Freud (06/maio/1856) foram comemorados de várias formas na imprensa internacional, a começar com o "doodle" (assim se chama as pequenas ilustrações que aparecem no Google comemorando datas especiais) e vinhetas lembrando anedotas em torno de sua vida e obra, como se pode ver nos links abaixo.
http://tech.firstpost.com
http://searchengineland.com
http://www.express.co.uk/
http://www.lepoint.fr/societe
http://www.inquisitr.com/3068772
http://www.business-standard.com

 

5) Breves comentários sobre um escândalo em andamento na França, em torno do "monsenhor psicanalista" Tony Arabella, um padre que se diz psicanalista e ocupa importantes postos da Igreja Católica na França e no próprio Vaticano e acusado de abuso sexual de homens jovens.
https://blogs.mediapart.fr/

 

6) O islamismo abre muitas questões para a psicanálise, como se pode ver nos dois artigos abaixo. Ambos tratam de Fethi Benslama, psicanalista de origem árabe, autor e professor da Paris-Diderot, cujo artigo Um furieux desir de sacrifice. Le surmusulman estuda o que chama de o "super-muçulmano", movido pelo desejo de autoimolação sacrificial numa missão divina, culpado por não ser suficientemente muçulmano . Benslama compartilha as ideias de Gilles Kepel, que sustenta ser o fundamentalismo basicamente uma reação negativa à modernidade, entendida como uma corrupção a ser erradicada visando a restauração de um era anterior de pureza religiosa. Esse fenômeno se instala desde os anos 70 não só no Islã, mas também entre protestantes, católicos e judeus. O tema envolve questões geopolíticas e identitárias. São os "religionários", diz Benslama, resgatando um termo do século XVIII. Que aconteceria se os fundamentalistas evangélicos vivessem em circunstâncias mais adversas e se armassem? Também fariam atentados?
http://www.telerama.fr/idees
http://www.lemonde.fr/religions

 

7) A inveja do penis continua gerando perplexidades.
http://www.livescience.com/54682

 

8) Resenha de Unforbidden Pleasures, ultimo livro de Adam Phillip, psicanalista inglês autor de inúmeros livros de sucesso nos quais a psicanálise é o pano de fundo de suas reflexões. Nessa série de ensaios, o tema gira em torno da ideia de que os prazeres proibidos - tabus, proibições, desejos constrangedores - tendem a obscurecer a importância dos prazeres não proibidos.
http://www.nytimes.com/2016

 

9) O último número da revista The Psychonalytic Quarterly está dedicado ao tema "a importância da verdade na terapia", o que motivou os comentários e as entrevistas realizadas nesse artigo de uma revista leiga.
http://qz.com/689673/

 

Atualizado em 23/05/2016

 


 

Nesta seleção se encontram três links que talvez interessem os que pretendem participar do evento "Entretantos II", que tem como tema "psicanálise e política". São os de número 1, 3 e 5:

 

1) “Psychoanalysis”, de James Raue, é uma comédia australiana que tem como personagem principal um psicólogo especialista em suicídio investigado pela policia por terem vários de seus pacientes cometido suicídio numa mesma semana. Sucesso de público e crítica, o filme foi elogiado pela British Psychoanalytic Association.

https://www.victoriaadvocate.com/news

 

2) Resenha do livro “Pulsions pasoliniennes” do psicanalista e filósofo francês Fabrice Bourlez, no qual o autor estabelece ligações entre o pensamento de Pasolini e a queer theory.

http://www.nonfiction.fr/

 

3) Como mostra da lenta penetração do pensamento lacaniano nos Estados Unidos, o filósofo Peter Caws critica a ininteligibilidade e obscurantismo da escrita de Lacan ao resenhar a tradução agora ali lançada do seminário “Angústia”.

 

https://philosophynow.org/

 

4) Publicado no Scientific American, uma descrente da psicanálise reconhece como termos psicanalíticos criados por Freud foram definitivamente incorporados na linguagem

 

http://www.salon.com/2016

 

 

5) Informe sobre o livro Des psychanalystes en séance . Glossaire clinique de psychanalyste contemporaine, no qual 54 analistas relatam uma sessão, compondo um interessante panorama da clinica atual, no qual ressalta a importância da contratransferência

http://next.liberation.fr/livres/2016

 

6) O debate sobre o autismo continua fervendo na França e os psicanalistas são os vilões da história. Nesse link, Segolen Neuville, alta funcionaria do ministério de saúde daquele país, diz em vídeo que a psicanálise não é indicada para o tratamento de autismo

 

http://www.lcp.fr/la-politique-en-video

 

 

7) Ainda sobre o autismo, continuação do debate com políticos

https://blogs.mediapart.fr/pierre-laroche

 

 

8) O psicanalista francês Serge Tisseron lança livro (Comment l’esprit vient aux objets) onde fala sobre a paixão que temos por nossos objetos, como, por exemplo, o telefone celular

http://www.lesinrocks.com/

 

9) Um longo e complexo artigo sobre a sexualidade do palhaço, personagem arquetípico aqui estudado nas caracterizações dos grandes comediantes do cinema mudo, como Keaton, Langdon e Chaplin

 

http://brightlightsfilm.com/

 

 

10) Noticia sobre a publicação em inglês de textos de Lacan sobre a religião, na qual diz que a religião católica é a única verdadeira – o que não deve ser entendido literalmente e sim no contexto de seu pensamento irônico. Há também uma curiosa anedota sobre um comentário de Lacan a respeito do ‘mobiliário’ do quarto de hotel onde se hospedava

http://www.patheos.com/blogs/

 

11) Texto sobre as relações entre psicanálise e neurociencias

 

http://www.sfu-paris.fr/blog/item

 

12) Gas Light é um filme clássico onde o marido tenta enlouquecer a mulher fazendo-a não confiar em suas próprias percepções. A autora usa o filme como metáfora da manipulação política, na qual a propaganda tenta impor uma realidade diferente daquela que percebemos diretamente, um tema muito atual entre nós nos dias de hoje.

http://www.slate.com/

 

13) Por que negros norte-americanos não procuram psicoterapia? Em parte por preconceito e por motivos religiosos, pois isso seria considerado como falta de fé em Deus. A desconfiança dos negros com os tratamentos oferecidos pelo estado decorrem também da experiência Tuskegee, iniciada em 1932 e finalizada apenas em 1972, quando eles foram usados como cobaia num estudo sobre a sífilis.

http://www.attn.com/stories/6814

 

14) Interessante troca de cartas para a editoria do New York Times sobre a ética envolvida no ato de interpretar psicanaliticamente homens públicos. Enquanto a presidente da Associação Americana de Psicologia reprova tal prática, Juntin Frank, psiquiatra autor de livros sobre Bush e Obama “no divã”, discorda, lembrando que o próprio Freud “analisou”Leonardo e o Presidente Wilson.

 

 http://www.nytimes.com/2016

 

15)  Entrevista com Daniel Defert, ativista francês companheiro de Michel Foucault por décadas.

 

http://www.revistaenie.clarin.com/ideas

 

 

16)  Elisabeth Roudinesco fala sobre seu novo livro, a biografia de Freud – Freud, em su tiempo y en el nuestro ainda não traduzido no Brasil.

 

http://cultura.elpais.com/cultura/2015

 

17) Comemorando os 400 anos da morte de Shakespeare, o texto fala da grande importância do Bardo no pensamento freudiano

http://freudquotes.blogspot.com.br/2016

 

Atualizado em 26/04/2016

 


 

1) Os protestos estudantis podem ser considerados meras manifestações de acting out? Um articulista da África do Sul usa conceitos psicanalíticos (acting out e transferência) para refletir sobre uma manifestação política estudantil recente naquele país.

http://thoughtleader.co.za/bertolivier

 

2) Quiet drawings from a life lost in mental institutions - livro que conta a história da descoberta dos delicados desenhos de um paciente que passou 37 anos internado no  State Hospital no. 3, em Nevada, Estados Unidos, onde sofreu os tratamentos então oferecidos, como ECT.

http://hyperallergic.com/274054

 

3) Uma reflexão lacaniana sobre psicanálise na política

https://blogs.mediapart.fr/rene-fiori/

 

4) Interessantes filmes curtos (média de 3-5 min) sobre Freud, Melanie Klein, Winnicott, Anna Freud e John Balby produzidos pela The School of Life, instituição criada pelo escritor e filósofo francês Allan de Botton, autor de "Como Proust pode mudar sua vida" (Ed. Rocco, 1999)

http://freudquotes.blogspot.com.br/

 

5) Consistente entrevista com Erin Linstrum, autor do recentemente lançado Ruling Minds, Psychology in the British Empire, onde analisa as relações entre psicologia e colonialismo

 

http://libeafrica4.blogs.liberation.fr

 

6) Número de crianças medicadas com antidepressivos no Reino Unido aumenta 50% em 7 anos

http://www.independent.co.uk/

 

7) Crianças excessivamente diagnosticadas e medicadas como ADHD

http://www.telegraph.co.uk/news


Atualizado em 28/03/2016

 


 

1) Perversions and Paraphilias: Sergio Bevenuto asks what the concept of "perversion" means today

A psiquiatria rebatizou as "perversões" como "parafilias" devido às pressões do politicamente correto, desde que chamar alguém de "perverso" é um insulto. Entretanto, em grego, "parafilia" significa "amor errado". É melhor insultar um perverso em grego do que em inglês moderno?  - pergunta o analista italiano Sergio Bevenuto nesse consistente texto.

https://karnacology.com/2016/02/16/

 

2) Recordações de Umberto Eco de um breve encontro com Lacan nos anos 70

http://freudquotes.blogspot.com.br

 

3) Um analista norte-americano pontua 7 itens sobre amor e sexo segundo Freud

http://blogs.psychcentral.com/

 

4) Interessante entrevista com psicanalista hindu formada em Nova York e clinicando em Bombaim, falando do amor depois dos 50

http://www.livemint.com/Leisure

 

5) Notícia sobre disputa judicial entre Judith Miller (filha de Lacan) e Elisabeth Roudinesco.

Judith Miller perde definitivamente o processo de calunia e difamação que havia aberto contra Elisabeth Roudinesco e a editora Le Seuil, por seu livro "Lacan, a despeito de tudo e de todos"(Zahaar). Judith Miller achou que a seguinte frase era ofensiva: "Apesar de ter Lacan expressado o desejo de terminar seus dias na Italia, em Roma ou Veneza, e que dito que queria funerais católicos, foi enterrado sem cerimônias e na intimidade no cemiterio de Guitrancourt".

https://blogs.mediapart.fr/michelrotfus/

 

6) "The Therapy Wars - the revenge of Freud"

Importante e bem informado artigo publicado no jornal britânico The Guardian, falando das "guerras das terapias", tendo vista a disputa entre psicanálise e  terapias cognitivo comportamentais,  dando noticia do retorno da psicanálise ( "a vingança de Freud").

 

Atualizado em 23/02/2016

 


 
1) Duas resenhas sobre o lançamento do livro "Hysteria", uma graphic novel (novela em quadrinhos) de Richard Appignanesi e Oscar Zarate, baseado nos casos de Freud

2) "Pourquoi la psychanalyse est une science. Freud épistemologue" - de Guénaël Visentini
Um artigo denso explorando a mais importante questão epistemológica que a psicanálise enfrenta.
http://lectures.revues.org/19591
 

3) A intensa relação de Freud com sua filha Anna e sua peculiar psicanálise teriam-na levado à homossexualidade vivida com Dorothy Burlingham, herdeira da Tiffanny's ?
https://www.psychologytoday.com/blog

 

4) Temos de desconstruir os mitos que cercam a psicanalise », diz Roudinesco em entrevista ao jornal mexicano La Nacion, em entrevista na qual fala da biografia de Freud de sua autoria.
http://www.lanacion.com.ar

 

5) Quando se sabe que na China, o novo continente que está sendo colonizado pela psicanálise (formulação propositadamente provocativa de uma importante questão) , muitos candidatos se analisam via skype com analistas nos Estados Unidos, é interessante ver as normas da IPA sobre o assunto, o que é muito pertinente,

http://www.ipa.org.uk/en

 

6) Dois interessantes artigos do jornal ingles The Guardian defendendo ardorosamente a psicanálise

http://www.theguardian.com/commentisfree/2015
http://www.theguardian.com/commentisfree/2006

 

7) Stanton Renshon é um psicanalista norte-americano autor de psicobiografias de presidentes dos Estados Unidos. Um jornalista pede que ele faca um perfil de Donald Trump, um possivel candidato a presidencia daquele país.
http://www.buzzfeed.com/bensmith

 

8) Duas resenhas do ultimo livro do psicanalista francês Jacques André, « Psychanalyse, vie quotidienne », publicadas nos jornais francese Liberation e Le Nouvel Observateur.
http://next.liberation.fr/livres/2015

http://rue89.nouvelobs.com


9) No site da editora Karnac, uma entrevista em video com Darian Leader, psicanalista ingles, falando do marketing da depressao e sua ligacao com a big pharma (as grandes indústrias farmaceuticas).
http://karnacology.com/resources

Atualizado em 09/12/2015


1) Why Slavoj Zizek is wrong about the Syrian Refugee Crisis - and Psychoanalysis
É uma réplica a um artigo de Zizek sobre a crise síria
http://inthesetimes.com/article

2) "L'Inconscient expliqué a mon petit-fils"
Resenha do último livro de Elisabeth Roudinesco, dirigido a crianças e adolescentes, no qual lhes explica o conceito do inconsciente.
http://www.nonfiction.fr/article

 

3) "La medicine sauve des vies, la psychanalyse des existences"
Entrevista de Elisabeth Roudinesco, discorrendo sobre as vicissitudes atuais da psicanálise, a partir da nova biografia de Freud que escreveu
http://www.levif.be/

 

4) "America is an incredibly Freudian culture that doesn't believe in Freud anymore"
Interessante comentário sobre a posição da psicanálise nos Estados Unidos, "uma cultura inacreditavelmente freudiana que não acredita mais em Freud"
http://qz.com/538482/

 

5) "Bad Freudian Fathers"
"Maus pais freudianos" trata de uma biografia de Franz Alexander, escrita por sua neta Ilonka
http://www.newyorker.com/books

 

6) "Why the pressure to be happy is driving people mad"
Entrevista com o psicanalista e escritor inglês Adam Philips sobre seu 20º. Livro recém-lançado - "Unforbidden Pleasures"
http://www.telegraph.co.uk/books

 

7) Por que os homens são raivosos?
Seriam os homens mais violentos atualmente por estarem perdendo seus privilégios em função das conquistas do feminismo ou a coisa é mais complicada?
http://blogs.psychcentral.com

 

8) O que acontece com as crianças espancadas quando elas crescem?

Estudos mostram a ineficácia do uso da violência física com fins punitivos educacionais, sempre próxima do abuso, provocando efeitos negativos no futuro.
http://www.upworthy.com

 

9) "Sobre adição à pornografia"
Uma compreensiva reflexão sobre a compulsão a ver pornografia, que acomete cerca de 35% dos homens com idade até 50 anos nos Estados Unidos e Reino Unido.

http://www.thebookoflife.org

 

Atualizado em 23/11/2015

 



 


 

   
Departamento de Psicanálise - Sedes Sapientiae
Rua Ministro Godoi, 1484 - 05015-900 - Perdizes - São Paulo - Tel:(11) 3866-2753
As informações deste site podem ser utilizadas desde que incluídos os créditos ao Depto de Psicanálise e aos seus autores.
id10212017005845000000000000